POR LEANDRO MURAD
Cinema Brasileiro
Cartaz Brasa Dormida
BRASA DORMIDA
Brasa Dormida
Humberto Mauro - 1928

Título original: “Brasa Dormida”. Ano: 1928. Direção: Humberto Mauro. Título alternativo: “Braza Dormida”. Roteiro: Humnerto Mauro. Elenco: Nita Ney, Luiz Sorôa, Côrtes Real, Máximo Serrano, Pedro Fantol, Rozendo Franco, Pascoal Ciodaro. País: Brasil. Produção: Phebo Filme do Brasil, Agenor Cortes de Barros, Homero Cortes Domingues. Fotografia: Edgar Brasil.

Sinopse: Um estoina incorrigível (Sorôa) aceita o trabalho de gerente em uma usina de açúcar. Ao se apaixonar pela filha do dono da usina (Ney), ele se torna um trabalhador exemplar. Porém, terá de enfrentar a resistência do patrão (Côrtes Real) ao romance e o desejo de vingança do antigo gerente (Serrano). O pioneiro do cinema brasileiro, Humberto Mauro, demonstra aqui seu perfeito domínio da narrativa cinematográfica. História simples e impecavelmente contada, “Brasa Dormida” é um grande filme.

120 min.