POR LEANDRO MURAD
Comédia
Cartaz Amarcord
AMARCORD
Amarcord
Federico Fellini - 1973

Título original: “Amarcord”. Ano: 1973. Direção: Federico Fellini. Roteiro: Federico Fellini, Tonino Guerra. Elenco: Magali Noël, Bruno Zanin, Pupella Maggio, Armando Brascia, Ciccio Ingrassia, Nando Orfei, Luigi Rossi, Gianfilippo Carcano, Josiane Tanzilli, Maria Antonietta Beluzzi, Giuseppe Ianigro. País: Itália, França. Produção: F.C. Produzioni, PECF, Franco Cristaldi. Fotografia: Giuseppe Rotunno. Música: Nino Rota.

Sinopse: A vida em comunidade de uma pequena cidade litorânea da Itália, durante os anos 30, com seus variados habitantes. Fellini abre seu álbum de recordações nesta que é mais uma de suas grandes obras. Ainda que convencional em sua forma (se comparado a outros do diretor), o filme não tem uma história central, mas vários episódios em sequência. O menino Titta (Zanin) é o alter ego do artista, sendo dele as memórias (“Amarcord” significa “eu me lembro”), mas não há um protagonista, senão a comunidade. Vemos aqui as descobertas e paixões desesperadas da adolescência, a escola anacrônica, a vida em família, o luto e, ainda, o momento do país, sob a sombra do fascismo. Mas tudo é mostrado com muito humor, afetividade e o estilo único de Fellini (mais do que nunca, indissociável da música mágica de Nino Rota).

123 min.