POR LEANDRO MURAD
Espionagem
Cartaz O Espião que Sabia Demais
O ESPIÃO QUE SABIA DEMAIS
Tinker Taylor Soldier Spy
Tomas Alfredson - 2011

Título original: “Tinker Taylor Soldier Spy”. Ano: 2011. Direção: Tomas Alfredson. Roteiro: Bridget O’Connor, Peter Straughan, John le Carré (livro “A Toupeira”). Elenco: Gary Oldman, Colin Firth, Tom Hardy, John Hurt, Toby Jones, Mark Strong, Benedict Cumberbatch, Ciarán Hinds, Roger Lloyd-Pack. País: França, Reino Unido, Alemanha. Produção: StudioCanal, Karla Films, Paradis Films, Working Title Films, Kinowelt Filmproduktion, Tim Bevan, Eric Fellner, Robyn Slovo. Fotografia: Hoyte Van Hoyteman. Música: Alberto Iglesias.

Sinopse: Durante a Guerra Fria, um espião inglês (Oldman) é chamado de sua aposentadoria para descobrir quem entre seus colegas é um agente duplo infiltrado. Dotado de uma elegância há muito ausente do gênero, “Tinker Tailor Soldier Spy” renovou o tema “espionagem” no cinema. O filme se passa nos anos 70, época da publicação do livro, cujo autor, John le Carré, é referência de refinamento na abordagem das disputas geopolíticas. Nesse mesmo sentido, o trabalho de Tomas Alfredson enfatiza o lado emocional e psicológico dos conflitos, com pouca ação e muita tensão, seguindo a investigação de Gary Oldman. Ao final, o espectador está tão envolvido que quer mais história, o que pode ser enxergado como uma virtude ou um defeito. Seja como for, a bela sequencia de desfecho há de ficar gravada na memória.

127 min.