POR LEANDRO MURAD
Faroeste
Cartaz Consciências Mortas
CONSCIÊCIAS MORTAS
The Ox-Bow Incident
William A. Wellman - 1943

Título original: “The Ox-Bow Incident”. Ano: 1943. Direção: William A. Wellman. Roteiro: Lamar Trotti, Walter Van Tilburg Clark (livro “The Ox-Bow Incident”). Elenco: Henry Fonda, Dana Andrews, Anthony Quinn, William Eythe, Harry Morgan, Harry Davenport, Marc Lawrence, Frank Conroy, Jane Darwell, Paul Hurst, Mary Beth Hughes, Matt Briggs, Francis Ford, Victor Killian, Chris-Pin Martin, Willard Robertson, Margaret Hamilton. País: EUA. Produção: Twentieth Century Fox Film Corporation, Lamar Trotti. Fotografia: Arthur C. Miller. Música: Cyril J. Mockridge.

Sinopse: A notícia de que um vaqueiro foi morto e teve seu gado roubado chega a pequeno vilarejo do Nebraska. Um grande grupo de locais parte então no encalço dos responsáveis, encontrando no caminho três suspeitos (Andrews, Quinn e Ford). Os acusados negam o crime, mas a envergonhada sensatez de uma minoria parece impotente ante a fúria da maioria. Marco do que passaria a ser chamado de “faroeste psicológico”, “Consciências Mortas” é provavelmente o filme mais perturbador já feito: sua mensagem atinge o espectador como um soco no estômago. Em tempos de linchamentos de corpo e de reputação, a obra é urgentemente obrigatória, tragicamente atual.

75 min.