POR LEANDRO MURAD
Faroeste
Cartaz O Dólar Furado
O DÓLAR FURADO
Un Dollaro Bucato
Giorgio Ferroni - 1965

Título original: “Un Dollaro Bucato”. Ano: 1965. Direção: Giorgio Ferroni. Títulos alternativos: “Blood for a Silver Dollar”; “One Silver Dollar”. Roteiro: Giorgio Stegani, Giorgio Ferroni. Elenco: Giuliano Gemma, Ida Galli, Pierre Cressoy, Giuseppe Addobbati, Franco Fantasia, Tulio Altamura, Massimo Righi, Andrea Scotti, Nazzareno Zamperla, Benito Stefanelli, Franco Lantieri. País: Itália, França. Produção: Adriatica Film, Dorica Film, Explorer Film ’58, Bruno Turchetto. Fotografia: Antonio Secchi. Música: Gianni Ferrio.

Sinopse: Após o fim da Guerra Civil Americana, o soldado sulista Gary O’Hara (Gemma) tenta juntar dinheiro na cidade de Yellowstone. Ele aceita realizar um serviço para o homem mais poderoso da cidade (Cressoy): render o suposto criminoso “Black Jack” (Zamperla). Quando o encontra, ele descobre que se trata de seu próprio irmão, e ambos acabam atingidos no tiroteio intencionalmente provocado por seu empregador. No entanto, Gary sobrevive milagrosamente e, retornando dos mortos, fará justiça contra o poder local. Uma abertura sensacional, uma música inesquecível, uma moeda furada e canos serrados marcam este clássico do período em que a Itália resolveu fazer bang bangs americanos. Ainda no alvorecer do western spaghetti (um ano depois de “Por Uns Dólares a Mais”, de Sergio Leone inventar o subgênero), “O Dólar Furado” é a estreia do astro Giuliano Gemma no Velho Oeste, apresentado aqui como Montgomery Wood. Todo o elenco e equipe, por sinal, são creditados com pseudônimos em inglês.

99 min.