POR LEANDRO MURAD
Faroeste
Cartaz Os Brutos Também Amam
OS BRUTOS TAMBÉM AMAM
Shane
George Stevens - 1953

Título original: “Shane”. Ano: 1953. Direção: George Stevens. Roteiro: A.B. Gurthie Jr., Jack Sher. Elenco: Alan Ladd, Jean Arthur, Van Heflin, Brandon De Wilde, Jack Palance, Ben Johnson, Edgar Buchanan, Emile Meyer, Elisha Cook Jr., Douglas Spencer, John Dierkes, Ellen Corby. País: EUA. Produção: Paramount Pictures Corporation, George Stevens. Fotografia: Loyal Griggs. Música: Victor Young.

Sinopse: O misterioso Shane (Ladd) chega a um rancho e defende os pequenos proprietários locais do expansionismo do grande fazendeiro Ryker (Meyer). “Os Brutos Também Amam” é um faroeste modelo, com belíssimos quadros retratando o Velho Oeste que o cinema consagrou. Temos aqui o grande arquétipo do herói, Shane, homem de passado sombrio (provavelmente violento) e que agora decide tomar o lado da justiça. Há também o arquétipo do vilão, o pistoleiro Wilson, personificação do mal. Ambos se confrontarão em um dos mais lembrados duelos do Oeste cinematográfico. Mas o aspecto que mais se destaca é a forte ligação de Shane com família do líder dos colonos, Joe Starrett (Heflin): a crescente e ambígua admiração de sua esposa (Arthur) pelo herói e, principalmente, o amor carente, sincero e infantil do seu filho (De Wilde), imortalizado no antológico final.

118 min.