POR LEANDRO MURAD
Ficção Científica
Cartaz A Chegada
A CHEGADA
Arrival
Denis Villeneuve - 2016

Título original: “Arrival”. Ano: 2016. Direção: Denis Villeneuve. Roteiro: Eric Heisserer, Ted Chiang (conto “História da Sua Vida”). Elenco: Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker, Michael Stuhlbarg, Mark O’Brien, Tzi Ma. País: EUA. Produção: Lava Bear Films, FilmNation Entertainment, 21 Laps Entertainment, Dan Lavine, Shawn Levy, David Linde, Aaron Ryder. Fotografia: Bradford Young. Música: Jóhann Jóhannsson.

Sinopse: Doze grandes naves vindas do espaço pousam ao redor do globo, causando medo e curiosidade. Uma filóloga (Adams) é convocada pelas autoridades para tentar decifrar a linguagem dos extraterrestres. Porém, conforme o tempo passa, as forças militares passam a temer pelo perigo que os visitantes podem representar, enquanto a cientista ainda busca estabelecer entendimento. Por abordar o vastamente explorado tema do “primeiro contato”, “A Chegada” sem dúvida trilha caminhos já percorridos por seus antecessores (semelhanças com “O Dia em que a Terra Parou”, de 1951, e “Contato”, de 1997, são evidentes). Mas há aqui algo provavelmente inédito no gênero: a importância central da linguagem para a comunicabilidade. Como sempre, o contato extraterrestre reflete as próprias relações intra-humanas: o caminho defendido ora é o da rejeição do outro pelo perigo, ora o do encontro pela esperança do entendimento e da troca. “A Chegada” é uma das obras que mais despojadamente abraça a segunda opção.

116 min.