POR LEANDRO MURAD
Ficção Científica
Cartaz Filhos da Esperança
FILHOS DA ESPERANÇA
Children of Men
Alfonso Cuarón - 2006

Título original: “Children of Men”. Ano: 2006. Direção: Alfonso Cuarón. Roteiro: Alfonso Cuarón, Timothy J. Sexton, David Arata, Mark Fergus, Hawk Osbty, P.J. James (livro The Children of Men). Elenco: Clive Owen, Julianne Moore, Michael Caine, Chiwetel Ejiofor, Clare-Hope Ashitey, Pam Ferris, Charlie Hunnan, Juan Gabriel Yacuzzi, Peter Mullan, Danny Huston. País: EUA, Reino Unido. Produção: Universal Pictures, Strike Entertainment, Hit & Run Productions, Marc Abraham, Eric Newman, Hilary Shor, Iain Smith, Tony Smith, Pablo Casacuberta. Fotografia: Emmanuel Lubezki. Música: John Tavener.

Sinopse: O ano é 2027 e há dezoito anos não nasce nenhuma criança. Enquanto a humanidade ruma para a extinção, um ativista desiludido (Owen) se vê envolvido com grupos de dissidentes clandestinos que guardam uma jovem grávida (Ashitey). Com exceção da bela cena em uma escola abandonada, “Children of Men” pouco explora o mundo sem crianças que propõe, preferindo destacar os problemas contemporâneos que dispensam a ficção científica. Assim, explodem na tela o sectarismo, o extremismo, a perseguição a imigrantes, o nacionalismo fascista, a violência total e o niilismo. Nesse contexto, a missão do protagonista de proteger a única grávida do mundo resume a simples mensagem: em um mundo de caos e desespero, vale a pena apostar na esperança, mesmo que ela seja ínfima.

109 min.