POR LEANDRO MURAD
Filme de Arte
Cartaz O Salário do Medo
O SALÁRIO DO MEDO
Le Salaire de la Peur
Henri-Georges Clouzot - 1953

Título original: “Le Salaire de la Peur”. Ano: 1953. Direção: Henri-Georges Clouzot. Roteiro: Jérôme Géronimi, Henri-Georges Clouzot, Georges Arnaud (livro “Le Salaire de la Peur”). Elenco: Yves Montand, Charles Vanel, Folco Lulli, Peter van Eyck, Vera Clouzot, William Tubbs, Darío Moreno, Jo Dest, Antonio Centa, Luís de Lima. País: França, Itália. Produção: Compagnie Industrialle et Commerciale Cinématographique (CICC), Filmsonor, Vera Films, Raymond Borderie, Henri-Georges Clouzot. Fotografia: Armand Thirard. Música: Georges Auric.

Sinopse: Em vilarejo miserável da América Central, muitos homens procuram trabalho. Entre eles estão os quatro estrangeiros (Montand, Vanel, Lulli e Eyck) contratados por uma companhia de petróleo para uma missão suicida: dirigir dois caminhões contendo nitroglicerina por cerca de 500 quilômetros, ao longo das estradas irregulares da região. Qualquer erro causará uma explosão fatal. Aventura sem igual, “O Salário do Medo” é um clássico inescapável do diretor francês H.G. Clouzot. A tensão toma a tela a partir do momento em que o serviço começa a ser executado, atingindo níveis quase insuportáveis em algumas cenas. A aula de suspense apresentada aqui não caracteriza um filme policial, pois toda a ameaça à vida ocorre dentro da lei. Porém, as condições de trabalho exibidas são um caso de polícia, e aí reside a crítica social da obra. Acima de tudo, “O Salário do Medo” é grande um drama: mais do que os dois mil dólares, os quatro homens buscam desesperadamente um sentido para suas vidas sem perspectiva, de modo que tal serviço se torna uma prova capital de coragem e medo.

131 min.