POR LEANDRO MURAD
Policial
Cartaz Assassinos por Natureza
ASSASSINOS POR NATUREZA
Natural Born Killers
Oliver Stone - 1994

Título original: “Natural Born Killers”. Ano: 1994. Direção: Oliver Stone. Roteiro: David Veloz, Richard Rutowski, Oliver Stone, Quentin Tarantino. Elenco: Woody Harrelson, Juliette Lewis, Robert Downey, Jr., Tom Sizemore, Tommy Lee Jones, Russell Means. País: EUA. Produção: Warner Bros., Regency Enterprises, Alcor Films, Jane Hamsher, Don Murphy, Clayton Townsend. Fotografia: Robert Richardson. Música: Brent Lewis.

Sinopse: O casal apaixonado Mickey (Harrelson) e Mallory (Lewis) comete meia centena de homicídios em três semanas. Eles são finalmente presos, mas isso não é o bastante para pôr fim à sua carreira. O aspecto que, a princípio, mais chama a atenção em “Assassinos por Natureza” é a versatilidade da narrativa visual (mistura de linguagem televisiva, videoclíptica, animação, imagens em preto-e-branco, projeções, etc.). Mas, ainda que claramente fora do padrão hollywoodiano, tal anarquia não era novidade então (Godares e Bressanes já usavam e abusavam dela três décadas antes). O que faz de “Assassinos por Natureza” um clássico é a sua sintonia com o seu tempo, ao desnudar o caráter doentio da espetacularização da violência, que nos anos 90 atingia níveis insuportáveis (especialmente na mídia). Por isso, os grandes vilões do filme não são os assassinos por natureza, mas os hipócritas – o policial obcecado e psicopata (Sizemore), o diretor de presídio (Jones) e, principalmente, o repórter de TV (Downey, Jr.) –, que também vivem e se alimentam da violência.

118 min.