POR LEANDRO MURAD
Policial
Cartaz Pacto de Sangue
PACTO DE SANGUE
Double Indemnity
Billy Wilder - 1944

Título original: “Double Indemnity”. Ano: 1944. Direção: Billy Wilder. Roteiro: Billy Wilder, Raymond Chandler, James M. Cain (livro “Dupla Indenização”). Elenco: Fred MacMurray, Barbara Stanwick, Edward G. Robinson, Porter Hall, Jean Heather, Tom Powers. País: EUA. Produção: Joseph Sistrom. Fotografia: John F. Seitz Música: Miklós Rósza.

Sinopse: O representante de uma empresa de seguros (MacMurray) conhece a sedutora esposa (Stanwick) de seu cliente (Powers) e com ela inicia um romance. Ela o convence a participar de uma trama de assassinato, para fraudar o seguro e conseguir dupla indenização. Cabe a seu colega e amigo próximo (Robinson) investigar o caso. Após “Relíquia Macabra” (1941), os estúdios de Hollywood se engajaram em temáticas relacionadas ao esforço de guerra, o que inviabilizou temporariamente a produção dos sombrios filmes noir (pelo menos em sua forma mais pura). Isso terminou em 1944, quando quatro clássicos de primeira grandeza consolidaram o gênero: “Pacto de Sangue”, “Laura”, “Um Retrato de Mulher” e “Até à Vista, Querida”. De todos, o filme de Billy Wilder é o que mais evidencia uma característica marcante do universo noir: a irresistível presença da mulher fatal, que ardilosamente corrompe o protagonista e o leva à ruína. À parte isso tudo, “Pacto de Sangue” é um excelente filme, com destaque para a cena final, de beleza e melancolia ímpares.

107 min.