POR LEANDRO MURAD
Terror
Cartaz Drácula
DRÁCULA
Dracula
Tod Browning - 1931

Título original: “Dracula”. Ano: 1931. Direção: Tod Browning. Roteiro: Hamilton Deane, John L. Balderston, Garrett Fort (peça), Bram Stoker (livro “Drácula”). Elenco: Bela Lugosi, Helen Chandler, David Manners, Dwight Frye, Edward Van Sloan, Herbert Bunston, Frances Dade. País: EUA. Produção: Universal Pictures, Carl Laemmle Jr., Tod Browning. Fotografia: Karl Freund.

Sinopse: O agente imobiliário Ranfield (Frye) vai ao castelo do Conde Drácula (Lugosi) para concretizar a aquisição de uma propriedade na Inglaterra. O Conde revela-se um vampiro e faz de Renfield seu lacaio. Já Inglaterra, Drácula transforma a jovem Lucy (Dade) em vampira e escolhe Mina (Chandler) como seu próximo alvo.

Este primordial “Drácula” de 1931 lançou um dos maiores atores do terror: Bela Lugosi, principal encarnação de vampiro no cinema. O filme foi também a primeira versão oficial do famoso livro de Bram Stoker (“Nosferatu”, de F. W. Murnau, havia sido feito sem a permissão da família de do autor). Por fim, iniciou-se aqui a histórica série de filmes B de terror produzidos por Carl Laemmle Jr., filho do fundador da Universal, a produtora que se tornaria, a partir daí, a casa dos monstros. À parte todas as referências históricas, o filme mais conhecido de Tod Browning apontou muitos dos caminhos do horror cinematográfico: o sombrio castelo do vampiro, seu soturno comentário sobre as criaturas da noite e suas assustadoras noivas sedentas de sangue são apenas alguns dos elementos antológicos da obra.

75 min.