POR LEANDRO MURAD
Espionagem
Cartaz 007 contra Goldfinger
007 CONTRA GOLDFINGER
Goldfinger
Guy Hamilton - 1964

Título original: “Goldfinger”. Ano: 1964. Direção: Guy Hamilton. Roteiro: Richard Maibaum, Paul Dehn, Ian Fleming (livro “Goldfinger”). Elenco: Sean Connery, Honor Blackman, Gert Fröbe, Shirley Eaton, Tania Mallet, Harold Sakata. País: Reino Unido. Produção: Eon Productions, Albert R. Broccoli, Harry Saltzman. Fotografia: Ted Moore. Música: John Barry.

Sinopse: James Bond (Connery) tem de espionar os negócios escusos do magnata internacional Goldfinger (Fröbe). Na verdade, esse vilão é o centro de um ousado plano para invadir o Fort Knox e desestruturar a economia mundial. Este é o terceiro filme da série 007 e, até os dias de hoje, seu maior clássico (ao menos, é o auge da era Sean Connery, o que não é pouca coisa). As situações completamente inverossímeis e os machismos por vezes constrangedores são aqui facilmente perdoados, pois, desde o início, o que o filme se propõe a oferecer é diversão, e isso ele faz muito bem. Com cenas de luta na medida certa – com destaque para a sequência pré-créditos e a luta contra Oddjob (Sakata) –, “Goldfinger” ainda tem a ensinar à média dos filmes de ação atuais que, em sua megalomania pirotécnica, ultrapassam em muito a fronteira da chatice.

110 min.