POR LEANDRO MURAD
Espionagem
Cartaz O Satânico Dr. No
O SATÂNICO DR. NO
Dr. No
Terence Young - 1962

Título original: “Dr. No”. Ano: 1962. Direção: Terence Young. Título alternativo: “007 contra o Satânico Dr. No”. Roteiro: Richard Maibaum, Johanna Harwood, Barkely Mather, Ian Fleming (livro “Dr. No”). Elenco: Sean Connery, Ursula Andress, Bernard Lee, Jack Lord, John Litzmiller, Bernard Lee, Anthony Dawson, Zena Marshall, Eunice Gayson, Lois Maxwell, Tim Moxon. País: Reino Unido. Produção: Eon Productions. Fotografia: Ted Moore. Música: Monty Norman.

Sinopse: Agente secreto (Moxon) desaparece na Jamaica e James Bond (Connery) é enviado para investigar. As pistas o levam a uma misteriosa ilha, refúgio do mortal Dr. No (Lee). Aqui começa a mais famosa franquia de ação do cinema, apresentando logo de início seus clássicos cartões de visita (um aparato simbólico que inclui o tema musical, a clássica abertura com a mira e o bordão do herói). A trama é esboçada como um mistério, mas não demora a se estabelecer em torno do aparato tecnológico do vilão, cuja base secreta atrai toda a atenção que conseguir se desviar da bondgirl (Andress). Connery voltaria a viver o personagem já no ano seguinte, em “Moscou contra 007”, e “Goldfinger” (1964) consolidaria de vez o subgênero “filme de James Bond”.

110 min.